Animais de Poder Artigos Xamanismo

Animais de Poder

As pessoas me perguntam: mas como encontro meu animal de poder?

Respondo o que considero mais coerente e sincero: não é em uma simples jornada com tambor que ele aparecerá somente, ele fará parte de seu dia-a-dia, e você poderá topar com mais de um animal. Você sentirá as situações em sua vida, sejam elas emocionais, físicas, espirituais, mentais, uma força disponível no universo entrará em sintonia com você e se apresentará na forma que você melhor a compreender – um animal, um anjo, um arquétipo que possa ser compreendido energéticamente e sentido, vivenciado por você. Alguns animais se aproximarão em determinados ciclos da sua vida, outros virão lhe ajudar como aliados de cura, outro ainda virá como um guardião.

Gosto de pensar que cada um de nós tem uma carga de experiências e sua própria mitologia pessoal, independente dos arquétipos ou imagens do coletivo. Por exemplo, uma águia parece um belo animal para algumas pessoas, já para outras despertam o medo, medo do vôo, medo de serem bicadas por tal animal, enfim, há os que a serpente lhes transmite energia de mal agouro, há outros que a serpente é uma força de transmutação. Todo esse nosso imaginário deve ser considerado, afinal nossa realidade é plasmada pela energia de nossos pensamentos e sentimentos. Toda energia emanada por nós e a nossa volta ao pensarmos, sentirmos, vislumbrarmos um animal em uma ou mais dimensões devem ser consideradas, elas são reais para você, elas são reais e atuam no seu mundo e na sintonia que escolher estar.

Portanto, existem várias interpretações para os animais de poder. Nós vamos encontrar várias, muito bonitas até e muito valiosas, dentro de livros, obras, culturas onde determinados animais são tabus e em outras não.

Os animais se adaptam de formas diferentes devido ao meio geográfico e ao hemisfério em que estão. Alguns sofrem alterações até na cor da pelagem, na cor dos olhos, no modo de vida, embora sempre mantenham suas características instintivas básicas. Alguns xamanistas, como Michael Harner, alertam para animais domésticos, colocando que estes não deveriam ser assimilados como animais de poder, bem como insetos, pois insetos representariam as energias intrusas. Se partirmos do princípio de que um animal domesticado perde parte de seu lado selvagem, esse lado e força que buscamos nos conectar ao contatar um animal, até faria sentido. Mas muitas tradições têm em animais domésticos, ou que vieram a ser domesticados, a mesma reverência que se tem a um animal que vive em âmbito selvagem e em estado de liberdade. Vejamos como exemplo na cultura africana, a mosca está ligada a Obaluayê, orixá da vida e da morte, da cura e da enfermidade; a aranha, grande tecelã, está relacionada à Oxum. Para os egípcios, o gato era sagrado, bem como em outras tradições, este animal, mesmo domesticado, tem a importante função de transmutar energias intrusas. A lhama é um animal extremamente reverenciado pelos andinos e é domesticado, sendo fundamental para a sobrevivência dos camponeses, em suas reverências os nativos andinos Qeros dizem à lhama: eu existo porque você existe. Vemos então, uma diversidade de opiniões e de significados em várias culturas acerca do assunto.

As experiência que lemos em algum livro, ou que nos passam através da tradição oral é de alguma forma o relato de algum povo, de sua tradição, ou de uma pessoa em particular, é energia que se preserva através dos tempos, sabedoria compartilhada. Porém, onde está a SUA própria sabedoria? A SUA energia e o SEU entendimento do que venha a ser um animal de poder?

Sendo assim, cada um, dentro de sua experiência e vivência, deveria buscar seu próprio significado para os animais, pois eles expressam o que há de mais profundo em nós mesmos.

Como diz o chefe nativo Dan George: “Se você falar com os animais, eles irão falar com você. E assim, vocês conhecerão um ao outro. Se você não falar com eles, não os conhecerá… E aquilo que você não conhece, você teme. E aquilo que se teme, se destrói”.

Acredito que os animais, como mensageiros do Grande Espírito e da Mãe Terra, estão sempre nos enviando sinais. Cada animal pode se apresentar de maneira diferente para as pessoas. Encontre esses significados dentro de você e uma porta se abrirá para um Universo interno e externo magnífico a ser explorado, que nos remete para dentro de nossa essência e para a o entendimento de outras dimensões e realidades que podem ser acessadas.

Paz e Gratidão,
Menkaiká

Você Também Pode Gostar

Comentários

Deixe uma resposta

 

Scroll Up