Animais de Poder Artigos Medicina dos Animais Xamanismo

Medicina dos Animais

ABELHA – A medicina da comunicação e da organização. Para organização, fortalecer e harmonizar comunidades, grupos de trabalho. Para obter néctar da vida (associada à sexualidade), as doçuras da vida. Simboliza a honra à Grande Mãe (Abelha-Rainha) e para louvar a Mãe Terra. A comunicação entre as abelhas é excelente, evocá-las quando precisar comunicar suas ideias e opiniões, fazer apresentações, palestras etc.

ÁGUIA – Águias são consideradas um bom augúrio. Elas representam a proteção, sabedoria, abundância, força, espiritualidade. Nativos dizem que quando se está rezando ou fazendo cerimônias, e elas aparecem no ar, significa que as preces serão atendidas. A Águia carrega nossas preces diretamente para o Criador. Para andar na beleza e celebrar a Sagrada Dança da Vida, alegrar o círculo com a mente e o coração aberto e mover-se na paz com claridade, bondade, e calma.

BEIJA-FLOR – A medicina do beija-flor: amor, alegria, encantamento. Abertura do coração, despertar do amor, da alegria e da felicidade. Prazer de viver, de ser livre. Termos o coração aberto e amoroso nos faz degustar a vida de forma mais plena e feliz, tornando-a mais cheia de encantamentos e sonhos, nos proporcionando desfrutar a Beleza e as dádivas que se apresentam em nosso caminho. Mudança da percepção da realidade a partir da alegria e do encantamento.

BÚFALO – Por estar relacionado à abundância e à vida, os nativos honram este animal também com a Gratidão. Esta gratidão é expressa pela oração, pelo respeito com a vida e por tudo que é vivo no solo da Grande Mãe Terra. Este respeito a tudo ao qual estamos relacionados é o que, segundo a sabedoria nativa, nos mantêm conectados à abundância da vida. Saber honrar, saber orar, saber viver, saber doar, saber partilhar e agradecer sempre, eis a medicina sagrada deste animal.

COIOTE – Coiote é a personificação do princípio do traquinas. O ciclo dos traquinas é dos mais antigos e persistentes ciclos míticos dos nativos americanos. Os atributos mais antigos dos traquinas são sua cobiça excessiva, intensa luxúria e nomadismo. Sua medicina é a flexibilidade, o bom humor, o rir de si mesmo, aprender sobre as armadilhas da vida.

COLIBRI – Em geral, os seres alados são mensageiros entre os homens e os deuses por sua capacidade de voar em direção aos céus. O colibri é mensageiro do Grande Espírito, Pai-Mãe Criador. É sinal de proteção, expressão do sagrado e indício de caminho correto. Ágil, o colibri se manifesta trazendo sempre alguma orientação espiritual importante.

CORVO – O Corvo é prenúncio de mudança de consciência, que pode, inclusive, significar uma viagem pelo Grande Mistério ou por alguma senda situada à margem do tempo. A cor do Corvo é a cor do Vazio – o buraco negro do espaço sideral que congrega todas as energias criadoras. Significa que você conquistou por seus próprios méritos o direito de vislumbrar um pouco mais da magia da vida. O Corvo é o mensageiro da magia cerimonial e um curador que opera à distância e que está sempre presente em qualquer Roda de Cura. É ele que conduz o fluxo de energia de uma cerimônia mágica, guiando-a até o seu objetivo final. Seu papel é o de interligar as mentes dos praticantes do ritual com as mentes daqueles que estão necessitando daquele trabalho.

CORUJA – É a sabedoria. Tem a capacidade de ver o oculto e inconsciente. Conhecedora dos mistérios, ela permite-nos vencer o temor e aprender a qualidade da consciência do existir em todos os níveis e do fluir. Por ver na escuridão, sua qualidade também está no ultrapassar as limitações do perceptível, mostrando-nos a totalidade e as várias realidades, da qual o mundo material é apenas uma parte.

ESCORPIÃO – Animal de poder muito importante encontrado na cerâmica de civilizações amazônicas, representa a proteção e a preservação da natureza humana ou animal. Está associado à capacidade de atacar quando ameaçado, sendo capaz de qualquer coisa para manter a sua integridade.

GOLFINHO – O golfinho no ensina a usar a força vital, essência do Grande Espírito através da respiração, revitalizando o corpo, rompendo os limites e expandindo as dimensões da realidade física de modo a nos facultar o acesso à Dimensão dos Sonhos. Ele também é o mensageiro dos nossos progressos em direção ao Grande Espírito. O Golfinho é o guardião do sopro sagrado da vida que nos ensina a modular nossas emoções pelo ritmo de sua respiração. Elemento de ligação capaz de oferecer alguma solução para os problemas dos Filhos da Terra. Pode ser um período no qual você estará mais sintonizado com os ritmos da natureza e em maior conexão com o Grande Espírito, trazendo respostas tanto para as suas indagações quanto para as dos demais.

JABUTI – É um animal de grande longevidade. Suas qualidades estão associadas à esperteza, inteligência, paciência, tranquilidade, atenção, fé, força e coragem.

LOBO – O Lobo é professor, precursor de novas ideias. Ele sai, aprende e volta ao seu clã para ensinar o que aprendeu. O Lobo quando encontra e escolhe uma parceira geralmente é para o resto da vida, é ligado á família, embora mantenha um caráter individualista e solitário. O Lobo partilha sua energia de cura com os demais. A energia desse animal nos ensina a buscarmos de nossa verdadeira matilha, nosso clã, família ou escolher um(a) companheiro(a) que possa acompanhar esse seu novo ciclo. Mas também importa, acima de tudo, é isolar-se de forma que possa escutar sua voz interior. Pode ser um isolamento em algum Lugar de Poder, ou se não for possível esse isolamento, busque pelos ensinamentos sagrados nos quais acredita para que a sua voz interior possa vir a manifestar-se com clareza. Busque sua intuição. Com certeza, se há algum impasse, ao invocar a energia do Lobo como animal de poder, você será impelido a aprender com sua própria sabedoria, ou com a sabedoria ancestral. Aprenda a escutar-se.

LONTRA – A cura da Lontra engloba uma série de lições sobre energia feminina, lições aplicáveis tanto ao homem quanto à mulher, pois todos nós temos um lado feminino e outro masculino em nossa personalidade. A pele da Lontra é frequentemente utilizada para fazer sacolas de talismãs para mulheres de poder, porque simboliza a energia feminina em seu perfeito ponto de equilíbrio. Esses traços de caráter são as características de um lado feminino bem equilibrado, o nosso lado que permite que os outros penetrem em nossas vidas sem que tenhamos suspeitas nem preconceitos. A Lontra nos ensina que a energia feminina bem equilibrada não é ciumenta nem maliciosa, é um espírito de irmandade, sempre feliz em compartilhar sua boa sorte, bem como em desfrutar a boa sorte dos outros.

ONÇA – A onça é deliberadamente solitária. É astuciosa, observa os movimentos da presa antes de atacá-la. Como qualidades desse animal, desperta o aprender a conviver consigo mesmo e a não depender dos outros para atingirmos objetivos. Ensina a conquista do nosso espaço, a cautela, o saber agir, a habilidade e a agilidade.

PAPAGAIO – Assim como a arara, o papagaio é multicolor, transmite alegria e a força do arco-íris. Desperta a retórica, o saber falar e o quê falar. Pelo seu poder de comunicação, aproxima-se facilmente do homem. Pode ser considerado uma ponte entre o mundo dos pássaros e dos humanos.

QUETZAL – A medicina do Quetzal: liberdade, invisibilidade, silêncio, imobilidade, diversidade, abundância, prosperidade. Pássaro sagrado dos maias e astecas. No idioma Nahuátl, é conhecido como Quetzaltototl. Sua rica plumagem o faz estar associado à prosperidade, bem-estar e abundância. Está associado também à imobilidade e ao silêncio por ser uma de suas características ficar pousado tranquilamente por horas em um galho de árvore espreitando um inseto ou esperando que caia alguma fruta para poder alimentar-se.

RÃ – É símbolo da fertilidade, abundância, união, tanto que foi representada por tribos do norte do Brasil em amuletos chamados “muiraquitãs”.

RAPOSA – Medicina da Raposa: perspicácia, esperteza, disfarce, persistência, agilidade, proteção. A raposa tem a habilidade de ver o que não é visto. É observadora, reservada e sabe usar seus disfarces quando necessário. Tem a habilidade de mudar de forma ou de tornar-se invisível para não ser percebida. Tem grande espírito de proteção, principalmente com aqueles de quem gosta, como a família, por exemplo. Sua perspicácia e esperteza lhe permitem observar sem ser notada. É importante a astúcia da raposa em nosso dia-a-dia, com a finalidade de também mantermos esta arte da “camuflagem” no que diz respeito a nossas próprias coisas. Nem sempre é adequado sairmos por aí abrindo a boca a respeito de tudo que fazemos ou pensamos. Muitas de nossas intenções e ações perdem poder por “espalharmos” aos quatro ventos coisas que dizem respeito somente a nós mesmos a aos que nos cercam.

SERPENTE – A serpente é aquela que ergue a vida e cria a realidade, é o poder criativo, transmutador e nos faz conhecer valores profundos do ser. Para os Guarani, é o eixo por onde se ergue o ser humano, a coluna vertebral. Na sua base está o poder gerador de vida da Grande Mãe.

TARTARUGA – A medicina da tartaruga: poder de cura do feminino, desenvolvimento de novas ideias, conexão com a terra e a água, honrar a Mãe Terra, fonte curadora, focalizar pensamentos e ações, tenacidade, defesa, respeitar nossos próprios limites, amadurecimento, paciência. O casco da tartaruga carrega o simbolismo dos treze clãs maternos originais, a conexão Terra-Lua, as treze luas, a água, a terra, a associação ao feminino.

TEXUGO – O texugo literalmente solta fogo pelas ventas. Ele é agressivo. Para quem é muito apático, a agressividade do texugo pode vir a ser saudável para que possa reagir diante de determinadas situações onde é injustiçado ou que necessite atitudes mais enérgicas. De qualquer forma a agressividade acompanhada de raiva pode ser detectada como outra coisa. A raiva, que manifesta-se com agressividade, pode ser uma falta de paciência com nós mesmos, ou então se está com raiva da própria incapacidade de administrar certas coisas. Essa agressividade vem disfarçada contra outra pessoa, contra uma situação, mas se você parar para pensar, pode estar com raiva de algum aspecto ou incapacidade que você não consegue desenvolver. O uso da energia do texugo deve ser feito com sabedoria, bem como a energia de todos os animais de poder.

UIRAPURU – Pássaro raro, não se permite ver facilmente. Quando se mostra, sempre está disfarçado para que não o notem. Seu canto é inédito, mas é considerado de beleza rara e única. Traz paz e ao cantar todas as outras criaturas da floresta calam-se para ouvi-lo.

URSO – A força de cura do Urso reside em seu poder de introspecção. Esta força está situada na direção Oeste da Roda de Cura da vida. O poder da energia feminina, do silêncio interior, da busca de sua própria medicina. Diversas tribos designaram este espaço interior de conhecimento de Morada dos Sonhos. Neste espaço a ilusão da realidade física termina, e é substituída pela consciência da eternidade. É na Morada dos Sonhos que nossos ancestrais se reúnem em conselho, para nos mostrar os caminhos alternativos que nos permitirão atingir nossas metas. Este é o poder do Urso.

Você Também Pode Gostar

Comentários

Deixe uma resposta

 

Scroll Up