Artigos Cerimônias Meditações Xamanismo

Orar Cura

“As pessoas pensam que outras coisas são mais importantes do que rezar, mas elas estão enganadas”. – Thomas Yellowtail, CROW

Nas várias tradições e culturas da Humanidade sempre encontramos alguma forma de oração, esta forma simples, sincera e eficaz de conexão, quando nos recolhemos, quando partilhamos ou estamos no alto da montanha e dirigimos nosso olhar aos céus em prece… Orando estamos alinhando nossos corações com nosso espírito, corpo, mente, toda a Criação e Caminho de Beleza e Abundância que está disponível a cada um de nós.

Através da oração somos capazes de entender os mais variados matizes de energia disponíveis no Universo, do qual fazemos parte e podemos estar acessando em nossas vidas. Orar também é introspecção, meditação, é aquele momento em que rezamos também a nós mesmos, buscando respostas em nossa sabedoria que, silenciosa, manifesta-se neste momento de conexão.

O meio científico também tem relevado o poder da oração. Quando nos recolhemos, meditamos e rezamos reduzimos o ritmo respiratório, cardiovascular e a adrenalina. Se estamos em grupo, podemos nos beneficiar das histórias de todos, encontrando eco para sanar nossas próprias vidas. Orar em grupo também oferece apoio mútuo para combater temores, incertezas e tristezas, sentimentos estes que causam ou agravam enfermidades e que podem ser aliviados através da oração, beneficiando todo nosso organismo e nosso ser em vários níveis.

Há milhares de anos homens e mulheres oram sozinhos, em círculo, em família, em tribo, nação, com e para a natureza. Na tradição nativa norte-americana uma das medicinas de oração mais poderosas e curativas encontra-se no Cachimbo Sagrado.

Para os Sioux, por exemplo, o Cachimbo Sagrado, Chanupa Wakan, é uma medicina de cura sagrada ancestral, recebida pela lendária Mulher Novilho Búfalo Branco. É composto de duas partes sendo uma o fornilho, confeccionado em pedra e representando o feminino, e a haste em madeira, que representa o masculino. Temos, assim, dois objetos sagrados que ao serem unidos no momento de rezar, tornam-se um só ser, honrando as forças de toda a Criação.

Na cerimônia de Cachimbo Sagrado, oram todos juntos. Através de mantras nativos e da fumaça do tabaco, reverencia-se as quatro direções sagradas (oeste, norte, leste e sul), o céu, a terra, o povo das estrelas e todos os reinos com os quais temos relações. Também são estabelecidos propósitos de cura e agradecimento. O tabaco é sagrado para praticamente todas as tradições nativas das Américas, como sendo um veículo de proteção, cura, comunicação e reverência ao Grande Espírito, às forças e energias.

A oração tem um poder de cura muito forte, proporcionando um reencontro com nossos propósitos pessoais, e acima de tudo, de uma grande tomada de consciência em relação ao sagrado em nossas vidas, a nossa ligação com esta terra mãe que nos carrega em seu solo, ao céu e todo o cosmos ao qual estamos inseridos. Orando juntos entendemos que somos todos parentes, que somos todos um.

Os anciões dizem que rezar deve ser a coisa mais importante a fazermos em nosso dia. Quando estamos com raiva, não devemos reagir enraivecidos. Quando estamos indecisos, devemos nos recolher, e se estamos com medo, devemos antes de qualquer outra coisa ORAR.

Falam os nativos que “o guerreiro que reza antes pode levar uma vida diferente daquele que reza depois”.

Oh, Grande Espírito, ensina-nos a rezar!
Ahô, mitakuye oyasin!

Que caminhemos na Beleza.

Menkaiká

13 de abril de 2006

Você Também Pode Gostar

Scroll Up