Quem é você?

Faça uma reflexão sincera e responda.

Surpreenda-se se sua resposta for um “não sei” com “gostinho de quero mais”. Mesmo que exploremos as profundezas de nossa alma, teremos um campo ilimitado de possibilidades sem fim. Isso é ótimo para alguns, mas, para outros, torna-se um martírio sem fim porque necessita o controle absoluto sobre o incontrolável. A busca do conhecimento do que ou de quem somos é o que vem movendo a humanidade desde seus primórdios e, obviamente, não seria diferente dentro de cada um de nós. Agora você deve estar se questionando do porquê então dessa pergunta logo no começo desse texto se nunca teremos uma resposta definida, não é mesmo?

Saber quem você é, é, acima de tudo, confiar no que você é. Isso não implica, necessariamente que você tenha que se conhecer de cabo a rabo, mas sim de que você tem toda a capacidade de percepção daquilo que é você e aquilo que impuseram que você fosse. Seu corpo, mente, espírito e emoções dão os sinais o tempo todo, escute-os, e saberá o que não é você.

Deixe espaço para que o universo aja a seu favor, surpreenda sua vida, e regojize-se com cada momento novo, deixando aflorar aquelas qualidades e potencialidades que você nem sabia que tinha ou que nunca foram exploradas. Experimente o mundo, aja diferente do que vem agindo, tome decisões, saia de cima do muro, ouse mais, sinta mais.

Conhecer-se, no sentido xamânico, não é algo cartesiano, algo que tem início, meio e fim, e sim uma jornada de poder ao longo da vida onde vamos sendo surpreendidos com as infinitas possibilidades de que somos feitos. No xamanismo o segredo é aprender a fluir, não a controlar.

O dia que soubermos a totalidade de tudo ou do nosso ser, seremos pessoas chatas e prostradas, nos sentido sem propósito na vida, deixaremos de explorar as possibilidades da vida, de buscar sonhos desconhecidos e experimentar coisas além da nossa zona de conforto.

Não se sinta amargurado de não tiver respostas racionais à pergunta “quem é você”, sinta-se livre para construir quem você é a partir da confiança em você e da capacidade que tens de viver, perceber e tornar sua sabedoria as experiências e as lições da vida. Isso é tornar-se aquilo que você realmente é.

Com humildade e gratidão,
Tatiana Menkaiká

Quer receber mais conselhos e reflexões em seu e-mail, assine a nossa newsletter.