Tocar tambor tem sido uma parte importante de nosso desenvolvimento como indivíduos e como sociedade há milênios. O tambor foi, e é, parte integrante da comunicação e da expressão humana, sendo usado até mesmo antes de que a Humanidade compreendesse a expressão dos lábios e dos símbolos.

Nossos ancestrais o utilizaram em várias situações, fosse em guerras, paz, cura ou elevação espiritual, a vibração dos toques de um tambor eram, e são, capazes de tirar os indivíduos de um estado ordinário de consciência para outras vibrações, conforme seu propósito.

No decorrer de nossa caminhada nesse planeta, a expressão através do uso do tambor sempre teve espaço, mesmo que, muitos de nós, tenhamos esquecido essa ferramenta poderosa e ancestral. Muitas pessoas, atualmente, vem buscando estudar, aprimorar e utilizar novamente essa forma de cura e expressões no mundo contemporâneo.

Os meios eletrônicos alteram nossa frequência para padrões vibratórios onde ficamos suscetíveis à ondas e energias tóxicas produzidas por nós, pelos outros e pelo ambiente. O tambor devolve a você seu estado natural de vibração, suaviza a alma, aterra o indivíduo na frequência e no tempo certo.

Você sabia que:

Os toques do tambor auxiliam o reequilíbrio energético e mudança de padrão da sua frequência de beta para alfa e theta, frequências vibratórias mais harmoniosas, onde ficamos mais sensíveis ao ato de criar e curar?

Tocar o tambor é uma das muitas ferramentas que podemos utilizar para conectar com a nossa voz interna, nossa intuição, nossa essência, nos tornando mais centrados, conectados com a Terra, com o Aqui e Agora.

Os toques acalmam nosso coração, colocando-o na frequência adequada. Após um minuto de toques, nosso corpo reage, aliviando o stress, produzindo mais serotonina e trazendo bem estar.

Tocar em grupo conscientiza as pessoas de que todos estamos conectados como um só. Faz-nos pensar e sentir com a alma e o coração e não com o ego.

Mais benefícios comprovados pela comunidade científica acerca dos toques de tambor:

  • Diminui a pressão arterial
  • Diminui o stress e a ansiedade através da diminuição do cortisol e aumento da serotonina
  • Alivia dores
  • Aumenta a imunidade
  • Aumenta as funções cognitivas do cérebro
  • Proporciona experiências recreacionais e transcendentes
  • Auxilia em estados emocionais e desordens sócio-afetivas
  • Conecta pacientes com Alzheimer, que não reconhecem mais os seus, a memórias anteriores as quais possam compartilhar através de sons e canções.

Não sabe como tocar um tambor? Deixe que os primeiros toques venham da sua alma e do seu coração. Por falar em coração, ele será o seu primeiro mestre. Ouça-o e vai reconhecer o primeiro som que todos nós escutamos ao sermos gerados e chamados para caminhar na Terra. Esse será o seu primeiro toque. Sinta, experimente, mais lento, mais rápido, até perceber o ritmo que lhe é mais confortável.

O tambor cura a mente, a alma e o espírito.

Os nativos dizem:

“Para nós, o tambor representa as batidas do coração universal, a Grande Mãe de todos nós”.

“Quando vivíamos em tribos, não precisávamos de psiquiatras, pois cada família tinha um tambor”.

Gratidão!

Tatiana Menkaiká